03 setembro, 2014

Tag: Feitiços de Harry Potter

    Eae, galera, só na boa?:
  Tem muito tempo que não faço uma tag aqui no blog. Então, pra mudar isso e voltar a por as coisas nos eixos, resolvi fazer essa aqui, que foi criada pelo canal TurtleSympathy e traduzida para nossa língua-mãe pelo blog Arrastando as Alpargatas. A tag consiste em pegar 10 feitiços da série Harry Potter e relacioná-los a livros. 
    E aí, bora conferir?





Expecto Patronum: Um livro de infância relacionado a boas memórias.

Os Doze Trabalhos de Hércules
 


Já falei aqui o quanto minha infância foi marcada por Monteiro Lobato, e também o quanto sou apaixonado pela boa mitologia grega. Esse é o meu livro preferido do escritor, além de ser um dos que eu mais reli na vida... Enfim, esse livro na verdade resume a minha infância, na qual a vida parecia sempre ser uma grande fantasia...



Expelliarmus: Um livro que te pegou de surpresa.

A Ilha do Tesouro
 


Há muuuitos anos atrás, peguei esse livro na biblioteca da escola, sem nenhuma expectativa. Nunca tinha lido uma história de piratas antes, ou algum outro livro do Robert Louis Stevenson. Mas logo no primeiro capítulo, já fiquei surpreso. Era uma coisa completamente nova, um ambiente completamente novo, e uma mitologia tão incrível que eu soube que me marcaria para sempre. E estava certo: A Ilha do Tesouro me fez apaixonar pelas histórias de piratas, que me influenciaram tanto que devo a elas o título desse meu blog. O livro também criou toda uma base, uma referência para as histórias futuras de piratas. O estereótipo do pirata de perna de pau e com um papagaio no ombro, por exemplo, surgiu através do personagem Long John Silver – o pirata mais influente da ficção.



Priori Incantatem: O último livro que você leu.

A Guerra dos Tronos
 


Depois de ter visto todas as temporadas de Game of Thrones, pensei: foda-se, eu tenho que ler essa série, mesmo já sabendo de tudo que vai acontecer de importante. E comprei A Guerra dos Tronos. E que livro! O fato de você já conhecer a história não atrapalha em nada a leitura, na verdade até a complementa e a torna mais excitante. O fato é que, só pelo primeiro livro, já posso dizer que As Crônicas de Gelo e Fogo é uma das melhores e mais inteligentes séries literárias de todos os tempos.



Alohomora: Um livro que te apresentou a um gênero que você não tinha considerado antes.

Viagem ao Centro da Terra – Ficção Científica
 


O livro conta a história de um cientista que descobre um pergaminho com instruções que podem levá-lo ao centro da Terra. Tem ficção científica melhor que isso? Júlio Verne pode ser considerado o pai, senão, o popularizador desse gênero literário. Li esse livro quando ainda era criança e, antes dele, eu nunca tinha me interessado por nada que fosse rotulado como ficção científica. E hoje esse gênero é um dos meus três favoritos – junto com a ficção policial e a fantasia.



Riddikulus: Um livro engraçado que você leu.

O Fantasma de Canterville
 


Esse livro é na verdade um conto do escritor irlandês Oscar Wilde – o cara. A história em si nem é uma comédia – é um conto sobrenatural, com algumas alusões aos costumes da época. Mas a história do fantasma que faz de tudo para expulsar a família que se mudou para sua antiga mansão (já ouviu essa história antes?? Foi aqui que tudo começou...) é tão bem contada que, quando você vê, você está rindo do fracasso do espírito e, na verdade, torcendo para que ele consiga o que quer...


Sonorus: Um livro que você acha que todos deveriam conhecer.

Sherlock Holmes
 


Eu sei que todo mundo já ouviu falar em Sherlock Holmes, mas uma boa parte das pessoas só conhece o famoso detetive através das adaptações para o cinema e a televisão. Os livros de Sir Arthur Conan Doyle são fascinantes, com uma linguagem intrigante, passagens que te transportam para os cenários e os costumes de uma Londres vitoriana e, o melhor, a convivência com o espírito sarcástico e quase inumano de Sherlock Holmes – o que muitas adaptações não conseguem traduzir genuinamente para as telas.



Obliviate: Um livro ou spoiler que você gostaria de esquecer ter lido.

O Símbolo Perdido
 


Gosto muito de Dan Brown. O Código da Vinci é um dos livros mais fascinantes que eu já vi, e seu predecessor, Anjos e Demônios, é talvez o melhor livro do autor. Por isso, quando eu comecei a ler O Símbolo Perdido, fiquei na expectativa de ler um livro tão impactante quanto os outros dois anteriores com Robert Langon. E no início a história até foi bacana, mantendo o ritmo eletrizante característico do autor. Mas enquanto a leitura ia decorrendo, eu percebia que a história em si não estava lá grande coisa e, quando cheguei ao final, descobri que estava bem decepcionado. A grandiosidade de Anjos e Demônios e O Código Da Vinci simplesmente se perdera...



Imperio: Um livro que você teve que ler para escola.

O Demônio Familiar
 


Esse livro é bem pequenino, sendo na verdade uma peça teatral. Quando comecei a lê-lo, achei que seria chato como todos os livros que somos obrigados a ler na escola (por isso que eles são chatos, haha). Mas tive uma surpresa; logo entrei no clima da peça, que é uma comédia que trata principalmente das relações familiares e dos costumes da época. Já reli e pretendo reler de novo...



Crucio: Um livro que foi doloroso para ler.

Harry Potter e as Relíquias da Morte
 


Foi doloroso saber que era o fim; que depois daquele livro, não haveria mais histórias daquele mundo que já era parte da sua vida. Que a cada página que você virava te deixava mais perto do momento do adeus... E, enquanto isso, você também sofria ao ver alguns personagens queridos morrendo... Era como ter que dizer adeus duas vezes. E, quando finalmente você termina o livro, vem aquela melancolia, aquele sentimento de vazio, e aquela ressaca literária que será a mais longa da sua vida.



Avada Kedavra: Um livro que pode matar (interpretação livre)

Harry Potter e a Pedra Filosofal.
 



Esse é um livro que pode mudar sua vida; o trouxa em você morre e dá lugar à um bruxo. Um mundo completamente novo que vai te invadir lentamente. Personagens vão te conquistar de tal forma que às vezes você vai ter a impressão de que realmente os conheceu, falou com eles, os abraçou... Depois de ler Harry Potter, a pessoa tem 99% de chances de nunca mais ser a mesma. E você vai ler outras séries legais, bacanas, algumas até parecidas, e vai amá-las também. Mas esta sempre será a sua favorita.


    E aí, o que vocês acharam? Quem quiser fazer essa tag, ou escrever nos comentários outros livros que te enfeitiçaram, sinta-se à vontade!


por Diego B. Oliveira